Vamos resolver o seu problema!

Vamos resolver o seu problema!

Olá, eu sou a Ana! Vou te ajudar a solucionar aqueles pequenos problemas que tira a nossa paciência. Nosso time de especialistas desenvolveu centenas de artigos explicativos sobre as principais dúvidas que temos no nosso dia a dia. Confira e aproveite!
janeiro 8, 2020

Minha Casa Minha Vida: Como se inscrever no programa habitacional

Por admin

O Minha Casa Minha Vida é um programa do Governo Federal em parceria com a Caixa Econômica Federal (no princípio) e Banco do Brasil para ajudar brasileiros de baixa renda a largar o aluguel ou morar de favor e alcançar o sonho de ter uma casa própria.

É um dos programas mais elogiados do Governo Federal e com grandes chances de continuar nos próximos anos. Dos projetos já criados também é considerado o mais eficiente.

Os fundos usados são do FAR – Fundo de Arrendamento Residencial e do FGTS, mas há participações de ONGs, empresas de construção civil e outros órgãos.

Publicidade

Publicidade

Programa de Financiamento Habitacional Minha Casa Minha Vida

Como funciona o Minha Casa Minha Vida

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é um programa de doação de casas pelo governo, mas sim um financiamento de imóveis para quem não tem condições de pagar parcelas tão altas quanto os bancos cobram na maior parte das vezes.

O imóvel é de acordo com o que o cadastrado pode pagar em parcelas pequenas mensais e com juros baixos, facilitando assim o acesso a casa própria. São vendidos apenas imóveis novos ou não utilizados em um período máximo de seis meses. 

Clique aqui e faça a simulação das parcelas do imóvel que você deseja financiar.

O programa abrange diversos tipos de renda e salários e para cada um há um tipo de inscrição. Os documentos necessários são:

  • Documento deidentidade
  • CPF
  • Comprovante de residência dos últimos três meses ao menos
  • Comprovante de renda (se tiver) ou carteira de trabalho em branco.

O contrato será assinado em um agência da Caixa e esta informa a data do sorteio e qual unidade o cadastrado está concorrendo.

Como participar do financiamento

Para quem tem renda familiar de até R$ 1.600

neste caso a ajuda governamental é maior porque não há condições de financiar um imóvel caro.

A inscrição é feita na prefeitura de sua cidade ou postos de atendimentos montados pelo projeto apenas para este fim, com datas e horários divulgados em jornais impressos e locais de sua cidade.

Imóvel geminado típico do financiamento para baixa renda

O cadastro será avaliado pela Caixa e se todos os documentos são reais, entra-se na fila de espera para conseguir o imóvel. Neste caso a ajuda é total do imóvel e a família é sorteada para receber a sua casa e pagar pequenas parcelas mensais até finalizar o pagamento e conseguir a posse total do imóvel.

Para quem tem renda familiar até R$ 6.5​00,00

Pode ser feito um cadastro na prefeitura ou ponto determinado pelo projeto mas também direto com uma agência da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil.

O cadastro será avaliado e a parcela não pode ser superior  30% do salário. Neste caso o cadastrado vai financiar um imóvel pelo Minha Casa Minha Vida, com juros mais baixos que um financiamento tradicional

Neste caso o interessado deve procurar por vendedores que aceitem o Minha Casa Minha Vida e podem fazer a negociação entre o dono do imóvel e o banco. 

A seleção tem alguns pontos diferenciais para serem avaliados no cadastro como se o interessado mora em uma zona de risco, faz parte de algum outro projeto do governo de bolsas assistenciais, se mora na zona urbana ou rural e se tem escolaridade ou não.